Acontecimentos inusitados no futebol: divirta-se com 7 histórias
Foto: Divulgação

Acontecimentos inusitados no futebol: divirta-se com 7 histórias

O futebol é um dos esportes mais amados e populares. Ele desperta sentimentos genuínos e consegue promover lembranças inesquecíveis. Não à toa, a modalidade move milhares de pessoas pelo mundo a fora.

Um dos grandes atrativos do esporte é que em alguns segundos tudo pode mudar, o que torna a atividade ainda mais apaixonante. Afinal, um time só se dá por vencido quando o juiz apita o final.

Outra característica marcante são os acontecimentos inusitados no futebol. Há episódios de rir como de chorar, além daqueles que deixam um verdadeiro mistério no ar. Quer ver algumas dessas situações? Continue a leitura e veja alguns momentos únicos!

1. Copa do Imundo

Você não leu errado, é isso mesmo: Copa do Imundo. O nome refere-se a uma competição um tanto quanto inusitada que aconteceu na China, em 2014. Os jogadores disputaram a partida de futebol em um campo — adivinhe só — de lama. A nomeclatura do campeonato é bem apropriada.

O evento reuniu 32 equipes chinesas e foi sediado na capital do país, em Pequim. Qual o objetivo da partida? Celebrar a Copa do Mundo no Brasil. Como diria a sabedoria popular: cada doido com a sua mania, não é mesmo?

2. O beijo do vampiro

O jogador Luis Suárez, com certeza, ficou marcado não só pelo sua extrema habilidade com os pés. O atacante teve a audácia — para não dizer a péssima ideia — de morder o jogador italiano Giorgio Chiellini durante a partida do Mundial, realizada na Arena das Dunas, em Natal, em 2014.

A cena foi uma das mais polêmicas durante toda a competição. O episódio foi tão grave que o atleta recebeu uma punição severa da Fifa e foi suspenso por 9 jogos da seleção. Não para por aí. Suárez também ficou impedido de realizar qualquer atividade no futebol durante 4 meses. Não era para menos, concorda?

3. A sagrada “cola”

O que será que o goleiro argentino tanto olha naquele papel? Esse foi um dos principais questionamentos em relação ao goleiro Romero, durante a partida entre Argentina e Holanda. Acredite: o defensor do gol fez uma espécie de “colinha” para saber quais a preferências de lados dos batedores de pênalti do time adversário.

O dever de casa foi tão bem feito que ele conseguiu defender dois pênaltis, fator que tornou ele um dos heróis da partida. Afinal, a Argentina avançou para a final do Mundial de 2014. A Copa do Mundo sediada nas terras tupiniquins realmente deu o que falar, não é mesmo?

4. Será que ele morreu?

O goleiro Maximo Banguera, do Barcelona, está desperdiçando seus talentos. Ele poderia muito bem investir no mundo das artes, mais especificamente na profissão de ator. O motivo? O goleiro fingiu-se de morto em plena partida para driblar o árbitro.

A situação era a seguinte: Maximo cometeu uma falta gravíssima, fora da área, no atacante adversário. Ao perceber que ia ser expulso do jogo, o goleiro não pensou duas vezes para se jogar no chão e encenar um desmaio. O episódio aconteceu na Libertadores da América, na partida entre Barcelona de Guayaquil e Atletico Nacional. Até hoje ele é lembrado por essa cena!

5. O gol legítimo do árbitro

O futebol é uma caixinha de surpresas. Quando você menos espera, acontece algo inacreditável. O episódio ocorrido em 1983, no clássico entre Santos e Palmeiras, no Morumbi, é um exemplo disso.

Até os 46 minutos do segunto tempo, o peixe vencia por 2 a 1. Era praticamente impossível perder a partida, certo? Erradíssimo. No futebol, tudo pode acontecer em segundos, e não foi diferente nessa competição.

A parte mais curiosa da história é que o placar mudou com a ajuda direta do árbitro. O chute do atacante Jorginho, do Palmeiras, ia para fora, só que esbarrou no juiz e acabou por entrar no gol do Santos. Muitos pensaram que seria anulado. Só que para surpresas de todos: o gol foi considerado legítimo, uma vez que o juiz é visto como ponto neutro no campo. A partida terminou empatada em 2×2.

6. Toma um cartão amarelo, seu juiz

Mais uma polêmica envolvendo o árbitro. Em 2008, o Botafogo encarava o Estudiantes pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. O time argentino saiu classificado com o empate de 2 a 2. Contudo o que realmente marcou a partida foi o lance envolvendo o zagueiro Andre Luis.

O defensor se desentendeu com o árbitro Carlos Chandía, logo após fazer o segundo gol pelo Alvinegro da Estrela Solitária. Adivinha só qual foi a reação do jogador? O zagueiro Andre Luis, em um ato impensado, arrancou o cartão amarelo do juiz e o levantou para o próprio.

Parece que o feitiço virou contra o feiticeiro: como se pode imaginar, a ação resultou na expulsão do atleta.

7. Vai um cafezinho?

O ex-goleiro do Palmeiras Marcão é associado a um episódio inédito. Na partida entre The Strongest e o Porco, que aliás foi bem fácil para o time brasileiro que levou a melhor no placar por 4 x 0, o goleiro toma um copo de café encostado na trave. É muita plenitudade — ou será coragem?!

O único problema é que o ato ocorreu durante o jogo. Depois dessa pérola, o Marcão sofreu algumas represálias pelo time boliviano, que achou a atitude um tanto quanto desrespeitosa. Para eles, o goleiro agiu de forma esnobe.

Em contrapartida, Marcão alega que só tomou o café porque estava muito frio e ele queria se manter aquecido. Independentemente do motivo, fato é que esse foi um cafezinho da discórdia.

Ficou evidente aqui que no mundo do futebol — quase — tudo é possível. Afinal, o esporte gera sentimentos únicos e deixa as emoções à flor da pele. Quem nunca, por exemplo, pensou que fosse morrer ao ver o time de coração perder um pênalti na final de um campeonato consagrado? Não à toa, a modalidade é uma das queridinhas não só dos brasileiros.

Gostou desses acontecimentos inusitados no futebol e quer mais informações sobre o mundo dos esportes? Assine nossa newsletter e tenha acesso a dados e histórias incríveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *