Descubra como é realizada a contratação de jogadores de futebol
Foto: Divulgação

Descubra como é realizada a contratação de jogadores de futebol

Recordes, títulos e gols: assim é contada a história do esporte mais popular do mundo. No entanto, como é feito o trabalho nos bastidores das equipes? De qual forma se dá a montagem de um time vencedor? Quais critérios são avaliados pelos gestores na hora de contratar um atleta?

Levando essas questões em consideração, elaboramos este post com o objetivo de explicar como acontece a contratação de jogadores de futebol. Para saber mais a respeito, leia o texto até o fim!

Os valores envolvidos

Embora seja difícil mensurar quanto vale um drible ou uma artilharia de campeonato, é importante destacar que o mercado do futebol de alto rendimento é regido por valores astronômicos.

Um levantamento feito pela BBC Brasil ajuda a ter uma ideia das dimensões financeiras que abarcam o jogo. Clubes de Alemanha, Inglaterra, França, Itália e Espanha — as ligas mais ricas do mundo — gastaram cerca de R$ 16,3 bilhões em reforços às vésperas do início da temporada europeia de 2017-2018.

Sendo assim, é preciso que haja uma análise detalhada e comprometida antes de efetivar uma transferência. Afinal, são grandes os investimentos realizados pelas instituições que compõem esse cenário. Além disso, algumas leis devem ser seguidas para que o processo seja feito dentro das normas.

Os critérios usados para contratar

Listamos, logo abaixo, alguns dos fatores que mais influenciam na tomada de decisão de comissões técnicas e dirigentes na hora de investir em um atleta.

Avaliação técnica

Acompanhar futebol é prazeroso para o público geral, mas para os analistas de desempenho e auxiliares técnicos a atividade não se resume à diversão. Esses profissionais são responsáveis por coletar dados estatísticos recentes e de toda a carreira de um determinado atleta.

Também fazem um sério trabalho a fim de analisar como ele se comporta fora de campo e se tem potencial para se encaixar na forma de jogar do clube. Tudo isso para saber se ele pode contribuir para o sucesso do time.

Investimentos necessários

Um jogador também representa um custo-benefício. Por isso, é imprescindível saber se o valor dos salários a serem pagos e/ou a taxa de transferência exigida pela agremiação a qual ele pertence são compatíveis com as necessidades e ambições de quem deseja contratá-lo.

Elaboração de contrato

É nesse aspecto que direito e esporte de mesclam. Não é à toa que grandes clubes têm um departamento jurídico à disposição. Como se dá em outros âmbitos trabalhistas, o contrato deve ser redigido com atenção e atender aos anseios das partes envolvidas antes de concluir a transferência. Termos como bonificações, prêmios, valores e tempo de contrato são essenciais.

Estabelecimento de multas

As multas são uma parcela singular do contrato. Desse modo, demandam cuidado redobrado. Um contrato de jogadores profissionais pode ir de 3 meses a 5 anos de duração, no máximo. Apesar disso, pode ser renovado a qualquer momento.

A penalização geralmente é aplicada quando alguma das partes não cumpre com um combinado ou decide rescindir o acordo por razões variadas.

A contratação de jogadores de futebol requer precisão e responsabilidade. Isso ajuda clubes e atletas a não tomarem decisões equivocadas, fazendo com que o torcedor tenha acesso a um espetáculo mais organizado e disputado.

Se você gostou deste texto e quer encontrar conteúdos similares, siga nossos perfis nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *