Hernane

Hernane “Brocador”: a trajetória do artilheiro pé quente do Bahia

O jogador Hernane Vidal, mais conhecido como Hernane “Brocador”, apareceu para boa parte da imprensa e para os torcedores em 2013, quando, ainda no Flamengo, foi eleito o artilheiro do ano. Na ocasião, Hernane conquistou a Copa do Brasil e foi um dos destaques do clube carioca na trajetória ao título.

Atualmente jogando no Bahia, Hernane Brocador é uma das maiores estrelas da equipe na campanha da série B do Brasileirão. Vamos conhecer a história deste atacante pé quente?

A origem de Hernane Brocador

Baiano de Bom Jesus da Lapa, Hernane começou a sua vida nos campos de várzea do país, assim como muitos que hoje jogam profissionalmente.

O atacante chamou a atenção do São Paulo quando jogava no Atibaia. No entanto, mesmo contratado pelo clube em 2007, não teve muitas oportunidades e, entre idas e vindas, chamou a atenção do Flamengo em 2012, quando jogava pelo Mogi Mirim. Ele marcou 16 gols em 22 jogos do Campeonato Paulista.

Até chegar ao “meu baêa”, em dezembro de 2015, Hernane ainda passou pelo Al-Nassr, da Arábia Saudita, e pelo Sport, de Recife.

A chegada ao Bahia

Quando foi anunciado, Hernane Brocador vinha de um bom momento com o Sport, que havia ficado na 6ª posição da série A do brasileiro.

Porém, a vontade de jogar no clube do estado em que nasceu falou mais alto: o craque vem sendo fundamental para a temporada do Bahia, que luta pela ascensão à elite do futebol brasileiro.

Números marcantes

No começo da temporada, Hernane já fez história no Bahia. Isso porque nos 7 primeiros jogos do clube em 2016, sem contar os amistosos de pré-temporada, o Brocador marcou nada menos que 8 gols.

Esse desempenho fez do atacante o maior artilheiro do século em começo de temporada, com média de 1,33 gols. Na série B, é o artilheiro da equipe e está entre os principais goleadores da competição, a poucos tentos do artilheiro do torneio.

A vontade de seguir no Bahia

E esse bom momento vivido pelo artilheiro no tricolor baiano fez com que a equipe renovasse o seu contrato, que acabaria no fim de 2016, até o fim de 2018. O que deixou o artilheiro ainda mais a vontade para seguir balançando as redes dos adversários.

Para seguir jogando no Bahia, ele dispensou clubes da série A. Entre eles, o próprio Flamengo, Santos e Cruzeiro.

Curiosidades sobre o atacante

  • Na Copa do Nordeste, Hernane marcou seis gols em seis jogos e encerrou o torneio na vice-artilharia. O Bahia disputou as semifinais da competição;
  • No Campeonato baiano, o Brocador entrou em campo seis vezes e marcou quatro gols.O Bahia ficou com o segundo lugar;
  • Na série B, até a 21ª rodada da competição, Hernane disputou 18 jogos e marcou sete gols. O Bahia ocupava a 6ª colocação, a três pontos do G4.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre a história do Hernane Brocador, esse goleador que só engrandece o nome do Esporte Clube Bahia? Lembrou de algum momento em que o atacante foi peça fundamental? Qual o gol marcado pelo artilheiro que te traz boas lembranças? Conte pra gente nos comentários e participe!

cta_finalpost_bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *