Foto: Divulgação

Criação do G6 aproxima Atlético-MG de marca alcançada apenas pelo São Paulo

Na noite desse domingo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou que a partir de 2017 o país contará com sete vagas na Copa Libertadores da América. Sendo assim, a entidade decidiu premiar o quinto e o sexto colocados do Campeonato Brasileiro com as duas vagas adicionais, fazendo a competição passar a ter um G6.

Bom para o Atlético-MG, que atualmente ocupa a terceira colocação e ficou ainda mais perto de conquistar uma vaga na próxima Libertadores. Caso confirme a participação no principal torneio de clubes da América do Sul pela quinta temporada consecutiva, o campeão de 2013 vai alcançar um feito que apenas o São Paulo já conseguiu, entre os clubes brasileiros. Desde a criação da Libertadores, em 1960, apenas a equipe tricolor disputou o torneio por cinco temporadas consecutivas.

E no total foram sete edições em sequência com a presença do São Paulo, entre 2004 e 2010. No período o clube do Morumbi foi campeão uma vez (2005), vice-campeão outra vez (2006) e duas vezes semifinalista (2004 e 2010). Com quatro participações consecutivas, o Atlético repetiu o feito que também foi alcançado por Santos, Flamengo, Grêmio, Cruzeiro e Corinthians, além do próprio São Paulo.

Com 52 pontos e mais dez rodadas pela frente, o Atlético precisa de três vitórias e um empate para atingir uma pontuação que seguramente garante a sexta colocação. Antes de a CBF comunicar mudança de G4 para G6, o time mineiro aparecia com 91% de chance de chegar à Libertadores, de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia. Possibilidade que certamente vai ficar ainda maior a partir de agora.

Apesar de ter a quinta participação consecutiva na Libertadores muito próxima, o foco do Atlético é na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro. São dois pontos de diferença para os líderes Palmeiras e Flamengo. Caso a equipe paulista seja derrotada nesta segunda-feira, pelo Santa Cruz, o Atlético pode até assumir a liderança da competição, na quarta, mesmo que de forma provisória. Algo que ainda não aconteceu na edição 2016 do Brasileirão.

Fonte

cta_finalpost_atletico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *