Blog do Esporte
Vôlei no Brasil: acompanhe os principais nomes do esporte
09 abr

Vôlei no Brasil: acompanhe os principais nomes do esporte

O vôlei no Brasil é um dos esportes mais queridos, e não é por menos: campeão de muitas disputas, tanto na categoria masculina como na feminina, tem nomes de destaque dos quais vamos falar agora.

A qualidade técnica de nossos jogadores faz o mundo se encantar com as suas habilidades e traz para o país os títulos de mundiais, olimpíadas e outras disputas dentro da América Latina.

Alguns desses nomes despontam na mídia na atualidade, porém, não podemos esquecer de outros que fizeram história, como o técnico Bernardinho. Confira!

Tiffany Abreu

Protagonista de diversas polêmicas, é a primeira transexual brasileira a ter a permissão para disputar na categoria feminina pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e um dos destaques em pontos na Superliga 2017/18.

Contratada atualmente pelo Vôlei Bauru, disputou campeonatos na temporada de 2017 na seleção feminina do Golem Palmi, da Itália, e, anteriormente, em seleções masculinas na Indonésia, Portugal, Espanha, França, Holanda e Bélgica, antes de chegar ao time do interior paulista.

Tandara Caixeta

Medalhista olímpica em 2012, é considerada uma das atacantes de maior potência no voleibol mundial e foi a maior pontuadora por dois anos consecutivos na Superliga feminina, quebrando seu próprio recorde com 39 pontos.

Sua primeira disputa na Superliga foi em 2005, com apenas 16 anos, pela equipe Brasil Telecom e, depois disso, jogou em diversos times brasileiros até ser convocada para a seleção em 2011.

Joga atualmente no Vôlei/Nestlé (Osasco), desde 2016, e renovou seu contrato para essa nova temporada, na qual é referência no passe, saque e ataque.

Wallace de Souza

Destaque no primeiro turno da Superliga de 2017, foi o segundo maior pontuador e melhor oposto do time do EMS Taubaté Funvic, no qual atua desde 2016.

O jogador já foi campeão das temporadas de 2009/10 e 2011/12 pelo Sada Cruzeiro, além de colecionar outros títulos, como o Sul-Americano de Clubes em 2012 e o Mundial de Clubes em 2013.

Suas participações na seleção brasileira começaram em 2011, com o Pan-Americano, e ele já disputou duas olimpíadas — em Londres e no Rio de Janeiro, na qual ganhou a medalha de ouro.

José Roberto Guimarães (Zé Roberto)

Eleito o melhor técnico na temporada de 2002/03 pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o atual treinador da seleção feminina já atuou como jogador entre 1969 e 1981, defendendo vários times no Brasil e na Itália.

É o único a conquistar medalhas de ouro olímpicas para as seleções de ambos os sexos: em 1992, em Barcelona, com a seleção masculina, e em 2008, em Pequim, e em 2012, em Londres, com a seleção feminina, sendo aclamado como legendário pela Federação Internacional de Voleibol.

Nascido em São Paulo, começou sua carreira de treinador em 1988 e, desde então, coleciona todas essas conquistas.

Bernardo Rocha de Rezende (Bernardinho)

Não poderíamos esquecer de um dos técnicos que mais trouxe títulos para o vôlei no Brasil na história do vôlei mundial. São mais de 33, enquanto dirigia as seleções brasileiras feminina e masculina.

Seu estilo de liderança e a forma de gerenciar as equipes são pautados no empenho e na dedicação que teve ao longo de sua carreira, que o acompanha desde quando ainda era jogador nos anos 80, defendendo times do Rio de Janeiro.

Após 16 anos como treinador da seleção, anunciou sua saída em 11 de janeiro de 2017, sendo substituído por Renan Dal Zotto.

São tantos os nomes que fizeram e que ainda fazem a história do vôlei no Brasil que seria impossível contemplar todos aqui. Para ficar por dentro de todas as novidades e jogos e conhecer os talentos do voleibol brasileiro, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Deixe um comentário?

  1. celia 26 de novembro de 2020 as 14:12

    eu queria a grade dos melhoes lutadores no brasil e no mundo

    Responder
  2. MARCOS 25 de novembro de 2020 as 17:38

    Muito bom kkk

    Responder
  3. Breno 11 de outubro de 2020 as 19:13

    Esqueceram o Éder Aleixo!

    Responder
  4. FRANCISCO LUCAS ANDRADE DE FREITAS 10 de outubro de 2020 as 13:11

    Gostei bastante das dicas apresentadas.

    Responder
  5. Edinaldo dias de andrade 25 de agosto de 2020 as 08:12

    Matéria show de bola, dando ênfase ao garimpo de craques que é os campeonatos de futebol amador em diversos estados do País. Aqui em Pernambuco realizo a Taça Libertadores de Futebol Amador de Pernambuco, com 96 equipes de 21 Cidades pernambucanas, estamos para realizar a final da segunda edição, na final da primeira edição fomos matéria do Globo Esporte Pernambuco.

    Estamos buscando parcerias/patrocínio para a segunda final, queremos fazer história no Estado, realizando a transmissão da final em TV aberta.

    Att. Edinaldo Andrade.

    Responder
  6. jubiscrevaldo 21 de agosto de 2020 as 14:14

    valeu pelo esforço para criar o texto, eu gostei muitíssimo

    Responder
  7. Maria Luiza Ribeiro de Jesus 28 de julho de 2020 as 14:52

    Obrigado delas dicas me ajudou muito!

    Responder
  8. Pinto Manteiga 15 de junho de 2020 as 03:33

    Gostei muito das dicas vou por em prática e tenho fé que serei um grande futebolista posso não ser o futebolista que todo mundo vai aplaudir mas o suficiente.

    Responder
  9. Marcio 2 de maio de 2020 as 06:05

    Muito bom seu artigo e obrigado pelas dicas

    Responder
  10. Pedro Arthur Martins 19 de abril de 2020 as 00:16

    Quero me cadastrar para receber a máscara do meu time do club de regatas do Flamengo.

    Responder
    • MRV no Esporte 22 de abril de 2020 as 10:40

      Olá Pedro Arthur!
      A nossa ação para a conscientização na prevenção da disseminação do Covid-19 foi um sucesso. Porém o período de inscrição para ganhar uma máscara personalizada do seu time do coração já se encerrou. Mas não se preocupe, continue acompanhado o blog da MRV no Esporte pra ficar por dentro de futuras ações que realizaremos aqui. Aproveite pra seguir a gente no twitter. Lá sempre divulgamos em tempo real todas as promoções daqui do esporte!

      Responder
  11. Domingos Francisco Xavier 13 de abril de 2020 as 09:58

    Bom dia, por onde anda Pedrinho que jogou no time do Galo Vice Campeão de 1980,aquele jogador que ao perder um gol nos momentos finais no Maracanã contra o Flamengo¨ Salvou muitas vidas no Rio¨eu e meus filhos estavam-nos lá inesquecível ok obrigado

    Responder
  12. gg 3 de abril de 2020 as 11:57

    oq é o lance de “MEDALHA” em uma partida de voleibol?

    Responder
  13. Laura Grassi 12 de julho de 2019 as 12:59

    olá, gostei do site e achei algumas coisas que eu queria, mas não achei o autor da matéria: volei-no-brasil-acompanhe-os-principais-nomes-do-esporte
    eu preciso urgentemente do autor para o trabalho que estou fazendo, agradeço se me mandarem.

    Responder
  14. Marina 23 de maio de 2019 as 23:04

    Muito Obrigado vocês garantirão minha nota de Educação Física

    Responder