Galo vence Mamoré e assume ponta provisória

Galo vence Mamoré e assume ponta provisória

Se o objetivo do Atlético-MG é se preparar para a Taça Libertadores, o jogo em Patos de Minas teve ingredientes comuns à disputa internacional, que começará dia 18 para o time alvinegro. Além de conseguir a vitória por 2 a 0 sobre o Mamoré, resultado que valeu a ponta provisória para o Galo, na abertura da segunda rodada do Campeonato Mineiro, o time de Levir Culpi teve de enfrentar campo ruim, marcação forte e até pênalti contra.

Os gols foram marcados por Jemerson e Luan e fizeram justiça ao melhor futebol apresentado pelo time da capital, que teve também Victor como destaque. Ele defendeu pênalti cobrado por Diego Sales, na primeira etapa, o que evitou com que o Galo sofresse o primeiro gol na temporada.

Parecia uma prévia da Libertadores. Campo ruim, forte marcação e torcida pressionando. Mas nem mesmo foi capaz de impedir que o Atlético-MG mandasse na partida desde o início. O Mamoré até que tentava segurar na base da força e da vontade, mas não demorou para que a superioridade técnica atleticana fosse traduzida em gols. Apesar de toda a jogada ter sido feita pelos jogadores de ataque, foi Jemerson quem balançou as redes. Após cruzamento de Luan pela esquerda, e ajeitada de cabeça de Pratto para trás, o zagueiro abriu o placar, após duas tentativas.

E Jemerson protagonizou outro lance capital no primeiro tempo. Cometeu pênalti sobre Bruno Limão. Na cobrança, Diego Sales conheceu a fama de “São Victor”. O goleiro alvinegro caiu no canto certo e defendeu a cobrança. O Mamoré se atreveu a ir ao ataque e chegou a rondar a área de Victor na parte final do primeiro tempo. O Galo diminuiu o ritmo, mas o placar da primeira etapa acabou sendo justo a quem procurou o ataque por mais tempo.

O segundo tempo foi truncado, com o Mamoré dificultando as ações atleticanas por causa  da boa marcação em Dátolo. Mas, se estava difícil penetrar com toque de bola na defesa do Sapo, o atacante Luan resolveu acertando chute de fora da área, marcando o segundo gol. A etapa complementar ainda marcou o retorno de Jô ao Atlético-MG. O jogador, que não atuava oficialmente desde o dia 2 de novembro do ano passado, na derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR, entrou na vaga de Lucas Pratto.

O Galo até tentou fazer o terceiro, mas parou na defesa do Mamoré ou na falta de pontaria dos atacantes. E Jô segue sem marcar desde o dia 10 de abril, na vitória por 1 a 0 sobre o Zamora-VEN, pela Libertadores.

Fonte:

cta_finalpost_atletico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *