Foto: Divulgação

Com individualidade e velocidade, Galo volta a jogar bem antes de sequência

Diante da URT, Maicosuel e Marlone vão bem pelos lados do campo, jogando de forma aguda; Atlético-MG melhora na marcação e cresce antes de encarar o Libertad-PAR

Depois de cinco partidas de muita instabilidade, alternando mais momentos ruins do que boas atuações, o Atlético-MG reencontrou o bom futebol contra a URT. Mais do que o triunfo por 3 a 0, no Independência, e a classificação para a decisão do Campeonato Mineiro pela 11ª vez seguida, a partida contra a equipe de Patos de Minas fez o Galo voltar a jogar bem no último encontro antes do duelo contra o Libertad.

As mexidas de Roger Machado na escalação, colocando Marlone e Maicosuel nas vagas de Otero e Danilo foram cruciais para a melhora atleticana. Os dois deram uma velocidade que faltava ao time, deixando o ataque mais agudo e com mais saídas para a retranca da URT, que veio ao Horto para buscar um erro do Atlético-MG para vencer o jogo.

– Acho que é nossa característica. O Otero também tem possibilidade de arrastar a defesa, mas o que estava faltando era a intensidade. Quando perder a bola, voltar no meio de campo e a gente conseguiu fazer. O time deu uma oscilada, foram três jogos atípicos. A torcida cobra, a diretoria cobra e nós mesmos estamos nos cobrando muito, porque pela qualidade do time, temos que estar lá em cima – destacou Maicosuel.

“O time deu uma oscilada, foram três jogos atípicos. A torcida cobra, a diretoria cobra e nós mesmos estamos nos cobrando muito”

Além das entradas de Marlone e Maicosuel, o torcedor comemorou o bom futebol de Marcos Rocha e Rafael Carioca. Melhor em campo contra a URT, o lateral foi o responsável por duas assistências e excelentes desarmes defensivos, além do tradicional forte apoio ofensivo. Já o volante, que vinha sendo bastante criticado pela torcida, jogou em alto nível novamente, dando a tradicional qualidade na saída de bola.

Com o bom jogo individual de peças importantes, o coletivo atleticano sobressaiu contra a URT. Boas tramas foram construídas do lado direito do campo e a equipe conseguiu ser extremamente segura na defesa. Em seu retorno, Victor não precisou fazer nenhuma grande defesa e a equipe de Patos de Minas levou perigo apenas uma vez, em cobrança de falta que a bola acabou passando perto do gol.

A melhora é muito boa visando o confronto contra o Libertad-PAR, na quarta-feira, no Independência, pela quarta rodada do Grupo 6 da Libertadores. Com quatro pontos, o Atlético-MG está em segundo lugar na chave. Para o duelo, o técnico Roger Machado não terá Marlone, que não foi inscrito na competição. No entanto, o atacante Fred, que cumpriu suspensão no Mineiro, volta ao time para enfrentar os paraguaios.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *