Soares aposta em ritmo acelerado para vencer o clássico Ba-Vi

Soares aposta em ritmo acelerado para vencer o clássico Ba-Vi

Durante a semana, Sérgio Soares deixou escapar. A velocidade seria a principal arma para o Ba-Vi de sábado, no Barradão, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Antes do treino de sexta-feira, o treinador confirmou que a aceleração de jogadas será bastante utilizada pelo time do Bahia para tentar superar a defesa do Vitória.

– Importante pelo Vagner [Mancini] ter mudado um pouco a característica do time, é mais compacto. Por isso, precisa de mais velocidade para incomodar o adversário na parte defensiva – disse Soares.

Na quarta-feira, Sérgio Soares instruiu os jogadores de ataque a aproveitar jogadas de velocidade no lado do zagueiro rubro-negro Guilherme Mattis. O treinador explicou a orientação passada para os atacantes e afirmou que não tentou diminuir a qualidade do defensor do Vitória.

– Normalmente, o atacante é mais rápido que o defensor. Conheço o Guilherme antes dele nascer. Joguei com o pai dele, o Robson. O Guilherme é um atleta que sabe jogar no setor. O atacante geralmente é mais rápido que o zagueiro, e temos que trabalhar com velocidade. Respeito o Guilherme. Cresceu profissionalmente. Tem todo o meu respeito, para não começar a criar um clima. Tem que trabalhar com velocidade para superar o setor defensivo adversário – afirmou.

Além da velocidade, Soares avalia que o Bahia precisa seguir com veia ofensiva para sair do Ba-Vi com um resultado positivo. O treinador não quer que o time tricolor se intimide por jogar na casa do adversário.

– A gente tem um jeito de jogar, digo que é um padrão. Nossa marcação começa na frente. Temos um jogo ofensivo, não vamos mudar. Temos que ter cuidados em cada jogo, mas não vamos mudar. Temos que manter essa posição ofensiva para o jogo – ressaltou o técnico tricolor.

Ter um time ofensivo não quer dizer se descuidar da parte defensiva. O Bahia possui a defesa menos vazada da Série B, com apenas quatro gols sofridos. O número não passa despercebido por Soares.

– Número expressivo. Ainda mais em um campeonato difícil, como é a Série B do Brasileiro. Mostra o equilíbrio da equipe. Vamos enfrentar um adversário forte, que tem poder de fogo bom. Peça importante para consolidar a performance – finalizou o treinador.

Fonte:

cta_finalpost_bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *