Foto: Divulgação

Santa Cruz garante lucro com Neris caso o zagueiro seja negociado depois da Série A

Vice-presidente Constantino Júnior diz que “direito de vitrine” no contrato do zagueiro, assim como existe com Keno, assegura quantia ao clube tricolor

Apesar do Santa Cruz ter a pior defesa da Série A em números absolutos, Neris acabou sendo uma das peças mais regulares do time no campeonato. O zagueiro chegou a virar alvo de interesse de outros clubes durante a competição. Hoje, com o Tricolor perto de ter o seu rebaixamento matematicamente confirmado, as sondagens desapareceram. A diretoria coral projeta, no entanto, que ele volte a ser assediado. Mas garante que, caso o jogador deixe o Arruda, o clube será recompensado financeiramente.

O vice-presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, alega que o contrato de Neris é parecido com o de Keno (emprestado pelo São José-RS e com uma cláusula que destina 30% do valor da sua próxima venda ao Tricolor). O dirigente chegou a dizer que não valeria a pena comprar o atacante por causa deste adendo no contrato. Sobre Neris, almeja e acredita ainda numa renovação, embora se apegue também ao “direito de vitrine” estipulado no vínculo que o clube mantém com o zagueiro de 24 anos.

“Existe uma preferência (de renovação) para o Santa Cruz. O Santa Cruz já demonstrou interesse na sua permanência e os seus procuradores estão cientes disso. Mas, caso ele seja negociado, o Santa tem o direito de 20% ou 25%”, garantiu Constantino Júnior.

Neris chegou no Arruda em 2015 a baixo custo, vindo do Metropolitano, de Santa Catarina. Tornou-se titular nesta temporada, sob o comando do técnico Milton Mendes, e não desperdiçou a chance. Sagrou-se campeão pernambucano e da Copa do Nordeste. Na Série A do Brasileiro, participou de 18 das 32 rodadas. Todas as vezes iniciando na equipe de cima.

Fonte

cta_finalpost_santacruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *