Rafael Carioca prevê duelo difícil na Libertadores

Rafael Carioca prevê duelo difícil na Libertadores

Com o Racing, da Argentina, pelo caminho, o Atlético-MG já começa a pensar nos confrontos das oitavas de final da Taça Libertadores. Mesmo tendo o jogo de volta das semifinais do Mineiro, neste sábado, contra a URT, no Independência, o volante Rafael Carioca vê o duelo contra os argentinos como motivador para o Galo.

Adversário tradicional, que já conquistou a Libertadores em 1967, o Racing tem nomes capazes de impor respeito aos rivais como Saja, Lisandro López, Gustavo Bou, Milito e Oscar Romero. E Rafael Carioca sabe que o time argentino é um obstáculo capaz de deixar o Galo “cascudo” para a próxima fase, caso consiga a classificação.

– Não tem como escolher muito. Na Libertadores, os que chegaram (ao mata-mata) são times de qualidade. O Racing tem um ataque muito forte. É bom assim, medir forças logo no início. A gente passando, ganha moral muito grande. A gente sabe da nossa força, ainda mais em casa. Nada melhor do que pegar um time como o Racing.

Carioca acredita que chegou o momento de o time do Atlético-MG acabar de vez com a desconfiança por parte da torcida, após as derrotas para o Independiente del Valle, do Equador, e Tricordiano, e o empate com a URT.

– Perdemos poucas partidas este ano. Criaram grandes expectativas sobre a gente por conta das contratações. Mas é um jogo que todo mundo está esperando. Se a gente vencer, a gente chega com moral para a próxima fase. Não podemos escolher. Mata-mata a gente gosta de jogar, porque são jogos em que a equipe cresce muito.

Na próxima quarta-feira, o Atlético-MG vai a Buenos Aires, onde encara o Racing, às 19h30 (de Brasília). A partida de volta das oitavas de final será no dia 4 de maio, também uma quarta-feira, às 21h50, em Belo Horizonte.

Fonte:

cta_finalpost_atletico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *