Foto: Divulgação

Léo Moura decide de cabeça, Santa Cruz vence América-MG por 1 a 0 e passa lanterna para rival

Vamos subir, Santa. Série A de 2018. Os dizeres estavam na faixa segurada por um torcedor na arquibancada do Arruda durante o duelo deste domingo com o América-MG. O mesmo desejo, aliás, poderia ser aplicado na torcida do Coelho. Com raras chances matemáticas de se livrarem da queda, os dois times entraram em campo para lutar pelo orgulho. O Tricolor levou a melhor. Superior, principalmente no primeiro tempo, a equipe venceu por 1 a 0 com gol de Léo Moura. Subiu, assim, para 27 pontos e passou a lanterna para o rival na diferença do saldo de gols. Além disso, conseguiu adiar o rebaixamento ao quebrar o jejum de vitórias que vinha desde o dia 14 de setembro quando o time bateu o Atlético-PR, na 25ª rodada.

A proximidade do desfecho rumo à Série B parece ter tirado toda a pressão do elenco coral. Diante do América-MG, a equipe deu novos sinais disso. Ainda que o nível técnico do confronto tenha se apresentado baixo, dominou toda a primeira etapa da partida se limitando a sofrer apenas um grande susto. Foi aos 29 minutos quando Keno errou um passe no ataque e cedeu a bola ao rival, que saiu em velocidade e viu Michael chutar para fora.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO

Antes e depois disso, o Santa Cruz comandou as ações e deixou o Coelho retraído no campo de defesa. Perdeu uma chance com Derley, aos 4 minutos. Perdeu um contra-ataque, aos 23, quando Grafite errou no passe. Aliás, o centroavante foi o ponto negativo no setor ofensivo.

Porém, na terceira chance mais clara de marcar, o time coral acertou. Aos 32, Roberto cruzou na cabeça de Léo Moura, que assinalou seu segundo gol seguido de cabeça na Série A. A mudança no placar foi a premiação da equipe que soube, principalmente, anular as ações do rival. Postado no 4-1-4-1 sem a bola, o Tricolor não deixou o adversário jogar.

Segundo tempo
Já na etapa final, a vantagem fez o Santa Cruz tentar segurar o jogo. O Tricolor chamou o América-MG para o seu campo e tentou explorar os contra-ataques. Nessa tática, João Paulo perdeu uma grande chance ainda aos seis minutos. Mas, nesse cenário, o perigo também passou a rondar a meta de Tiago Cardoso.

Aos 18, por exemplo, Michael voltou a perder uma boa chance ao cabecear para fora sozinho. Depois, o jogo voltou a agonizar com o baixo nível técnico. Ao Santa Cruz, contudo, ainda houve a reclamação de um pênalti não marcado após a bola encontrar a mão de Leandro Guerreiro.

Ficha do jogo

Santa Cruz 1
Tiago Cardoso, Vítor (Arthur), Danny Morais, Wellington Silva e Roberto; Derley, Jadson (Danilo Pires), Léo Moura e João Paulo; Keno e Grafite (Bruno Moraes). Técnico: Adriano Teixeira (interino)

América-MG 0
João Ricardo; Christian, Éder Lima (Roger), Messias, Ernandes; Leandro Guerreiro, Juninho, Matheusinho (Renato Bruno), Tony e Danilo Barcelos; Michael. Técnico: Enderson Moreira

Local: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP). Assistentes: Miguel Ribeiro da Costa (SP) e Herman Brumel Vani (SP). Gol: Léo Moura (aos 32min do 1°T). Cartões amarelos: Keno (S); Roger (A). Público:7.632 pessoas. Renda: R$ 56.185,00.

Fonte

cta_finalpost_santacruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *