Série - Ídolo do Atlético Mineiro - Vossa majestade: simplesmente Reinaldo

Ídolo do Atlético Mineiro – Vossa majestade: simplesmente Reinaldo

José Reinaldo de Lima, Reinaldo ou Rei. Três nomes que descrevem a majestade de um dos maiores ídolos e o maior artilheiro da história do Clube Atlético Mineiro.

O craque encantou o mundo com uma genialidade vista apenas em grandes jogadores como Pelé, Maradona e Messi. Quem viu Reinaldo jogar, quem teve o privilégio de testemunhar a majestade em seu auge, sabe que Reinaldo não é apenas o melhor jogador a já vestir a camisa do Galão da Massa.

Ele é um dos melhores jogadores a pisar em um gramado de futebol. Um atleta que fazia o difícil parecer simples, que sempre inovava e marcava gols de beleza ímpar.

Acredita que esse verdadeiro Rei do futebol merece uma homenagem? Saiba mais sobre ele aqui!

Pequeno príncipe

Reinaldo atuava nas categorias de base do atlético e, naquela época, eram comuns treinos da equipe juvenil com o time profissional. A equipe era a campeã brasileira de 1971 e em um jogo treino, o jovem de apenas 15 anos entrou no segundo tempo e se destacou.

Jogou em alto nível, mesmo contra adversários rodados e que formavam a melhor equipe do Brasil. Enquanto não tinha idade para estrear no profissional, o jovem craque atuava por várias categorias da base alvinegra. Sempre se destacando, mostrando um pouco do Rei que viria a se tornar.

O começo do reinado

Em 28 de janeiro de 1973, com apenas 16 anos, o jogador já estreava entre os profissionais do Galo. Nesse mesmo ano, foi eleito como revelação pela crítica esportiva mineira.

Porém, no ano seguinte começou aquilo que talvez tenha impedido Reinado de estar no mesmo patamar de Pelé. As lesões.

Após pisar em um buraco em campo e sofrer uma grave torção no joelho, ele teve de extrair dois meniscos. As contusões no joelho o acompanharam por toda a sua carreira.

Mas rei que é rei nunca perde a sua majestade. Apesar das sucessivas lesões, Reinaldo mostrou ao mundo um futebol de deixar queixos e zagueiros no chão.

Esses zagueiros bem que tentavam derrubar o reinado do craque, com faltas violentíssimas e entradas criminosas visando o joelho do atleta. Mas não era fácil tirar a coroa do Rei.

Títulos para o Rei

O primeiro título de Reinaldo veio em 1976, quando conquistou o campeonato mineiro de 1976 de forma invicta. Dois anos depois, começaria um verdadeiro reinado mineiro do Galão da Massa.

Foram seis títulos consecutivos entre 1978 e 1983. No Campeonato Brasileiro, o Rei demonstrou toda a sua genialidade e se tornou o jogador com a melhor média de gols em uma edição da competição.

Foram 28 gols em apenas 18 jogos. Infelizmente, faltou ser coroado com o título na final da competição. Por alguma injustiça do destino, o Atlético se tornou o primeiro vice-campeão invicto da história ao perder a final nos pênaltis contra o São Paulo.

O Rei e a Seleção

Pela Seleção Brasileira, Reinaldo disputou apenas 37 partidas e marcou 14 gols. Chegou a disputar a Copa do Mundo de 1978.

Acredita-se que, devido à sua postura política e às suas polêmicas comemorações de gols (o punho esquerdo erguido remetia aos militantes negros americanos do grupo Panteras Negras), era visto com desconfiança pela ditadura, o que impediu que tivesse mais sucesso na seleção. Afinal, inexplicavelmente, ficou de fora da Copa de 1982.

Rei do Galo

Reinaldo precisou pendurar a coroa prematuramente devido às sucessivas lesões. Mas a história que deixou no Atlético jamais será esquecida.

Com 309 gols é o maior artilheiro da história do clube e de Minas Gerais. Gols históricos, dribles desconcertantes, genialidade e majestade… tudo isso em apenas um jogador.

A Massa será eternamente grata e jamais haverá outro Rei em Minas. De regência em regência surgem novos ídolos, novos craques, mas nenhum jamais substituirá os gritos que ecoam pela eternidade: “Rei, rei, rei. Reinaldo é nosso Rei”.

O que mais dizer sobre Vossa Majestade? Qual gol de Reinaldo mais te marcou? Compartilhe com a gente aonde você estava durante o reinado do nosso Rei do Futebol!

cta_finalpost_atletico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *