Futebol no Brasil: quais são os craques mais novos dentro do esporte?
Foto: Divulgação

Futebol no Brasil: quais são os craques mais novos dentro do esporte?

O futebol no Brasil é parte fundamental de nossa cultura, não é verdade? Assim que nasce um menino ou uma menina, o primeiro presente que recebe é o uniforme completo do time do coração, geralmente, da família.

Em nosso país, muitas crianças já sonharam em ser jogador de futebol. Pode ser por causa do prestígio, fama ou dinheiro dos jogadores profissionais, mas também se imaginam fazendo gol em uma final de campeonato, uma defesa de pênalti ou mesmo um drible incrível para cima do zagueiro.

Neste texto, vamos mostrar os jogadores jovens mais promissores do Brasil que estão batendo muita bola em nosso país e no mundo todo. Acompanhe e boa leitura!

Futebol no Brasil: a paixão de todo brasileiro

A gente se diverte a beça enquanto toma uma cerveja geladinha e assiste a nossa equipe em campo, não é verdade? É uma boa desculpa para convidar os amigos, “jogar conversa fora”, comer um tira gosto e passar bons momentos com quem a gente gosta.

E não importa qual divisão o time da gente está jogando, no fim de semana tem cervejinha e futebol na casa de alguém ou em algum barzinho bacana. E, para os mais animados, comparecer ao campo para gritar e incentivar o time é sempre um programa mais do que bem-vindo.

Jovens talentos: a prata da casa do futebol brasileiro

Lembra dos momentos em que jogar bola na rua era a rotina de qualquer garoto de 10 anos? Sonhávamos em ser melhor do que o Zico, Maradona e Zé Dirceu. Pois é, ainda hoje a garotada continua sonhando em jogar uma final de Copa do Mundo, o que é perfeitamente compreensível.

O futebol no Brasil é capaz de nos fazer rir, chorar ou mesmo nos desesperar com uma diferença de poucos minutos entre todas essas sensações. Veja a seguir os jovens talentos responsáveis por deixar o nosso futebol mais bonito e o coração a ponto de explodir.

Lucas Paquetá

Esse jovem de 22 anos carrega no nome o lugar onde nasceu, a Ilha de Paquetá no estado do Rio de Janeiro. O meia que hoje defende as cores do Milan foi o mais novo dentre os 35 convocados para a Copa de 2018, mas apenas como suplente.

Foi considerado o melhor meia desse mesmo ano enquanto atuava pelo Flamengo e faturou vários prêmios: Troféu Bola de Prata da ESPN, Craque do Brasileirão congratulado pela CBF e também o Troféu Mesa Redonda da TV Gazeta.

Marquinhos

O zagueiro de apenas 25 anos, natural de São Paulo, já tem lugar cativo no elenco do Paris Saint-germain e é considerado uma grande promessa para se tornar um dos melhores jogadores do mundo em sua posição.

Sua história com o futebol no Brasil começa nas categorias de base do Corinthians e, rapidamente em 2012, já fazia parte do time principal do técnico Tite. Foi jogar na Roma em 2013 e teve uma adaptação muito rápida e fácil. Jogou muita bola e não poderia dar em outra, logo foi vendido para sua atual equipe pela bagatela de 31 milhões de euros.

Malcom

Também nascido em São Paulo, Malcom é um vigoroso ponta-direita de 22 anos que atua pelo gigante Barcelona. Também iniciou sua carreira no timão e logo que ascendeu ao time principal, em 2014, sentiu a responsabilidade da profissão sob o comando do exigente técnico Mano Menezes.

Em 2015 foi campeão pelo Corinthians e, logo em seguida, em 2016, foi vendido para o Bordeuax por 5 milhões de euros inicialmente. Percebendo o grande jogador que Malcom é, a equipe não perdeu tempo e em setembro do mesmo ano adquiriu mais 15% dos direitos do atleta por 4,5 milhões de euros.

Richarlison

Nascido em 1997, o atacante capixaba de 22 anos defende atualmente a bandeira do Everton em Liverpool na Inglaterra. Seu futebol foi revelado principalmente depois de atuar pelo América – MG, time tradicional em revelar grandes nomes do futebol no Brasil, como Fred, Tostão e Euller, o “filho do vento”.

Foi para o tricolor Fluminense e, em 2017, foi anunciada a venda do brilhante atacante para o Watford da Inglaterra. É um atleta ágil, forte e muito disposto. Foi o primeiro a se apresentar à seleção brasileira para a Copa América demonstrando todo o seu entusiasmo.

Quando saiu do Watford para o Everton, custou aos cofres da nova equipe o total de 45 milhões de libras.

Craques consagrados: futebol no Brasil é coisa séria

Neymar

O “menino Ney”, como é carinhosamente chamado por parte da torcida, é um verdadeiro craque de bola. É difícil ver alguém habilidoso como ele. Além disso, é veloz ao extremo e, depois de trabalhar seriamente com os preparadores físicos, tornou-se forte e desenvolveu um chute ainda mais potente.

Veio das categoria de base do Santos e quando começou no profissional era bem magro, mas isso nunca o impediu de ser atrevido. Aplica dribles desconcertantes sem dó, “chapéu”, “barbante” e “caneta”. Também é conhecido por ser um pouco esquentado e “marrento” mesmo já aos 27. Hoje, joga pelo Paris Saint-Germain.

Philippe Coutinho

É unanimidade que Coutinho precisa estar na seleção brasileira. O ponta-esquerda de 26 anos atualmente defende as cores do Barcelona, um dos melhores elencos de jogadores do mundo.

Nascido no Rio de Janeiro, iniciou a carreira na base do Vasco ainda criança. Foi vendido para a Internazionale antes mesmo de completar 18 anos e foi transferido assim que completou a idade mínima para transações de jogadores exigida pela FIFA. Jogou alguns anos pelo Liverpool antes de ser angariado pelo time espanhol onde ainda atua.

Gabriel Jesus

Sim, um atacante muito contestado. Por não ter apresentado o seu melhor pela seleção brasileira, alguns podem imaginar que não se trata de um verdadeiro craque de bola. Mas acontece que sempre joga muito bem pelo seu time, o Manchester City, quando lhe é exigido.

Tem caráter objetivo e apesar de habilidoso, não perde tempo com firulas. É um garoto de 22 anos, mas já tem experiência de jogador mais profissional. Gabriel Jesus costuma figurar sempre entre os artilheiros.

Viu por que o futebol no Brasil tem tanto amor e paixão? Faz parte do nosso cotidiano, está presente em nossas vidas mesmo que sejamos meros espectadores, não é mesmo? Somos todos “contaminados” com a magia que há no futebol e é sempre um prazer inenarrável gritar gol!

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como esse? Então, assine nossa newsletter para não perder nenhum dos nossos textos. Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *