Foto: Divulgação

Flamengo bate o Cruzeiro e segue na cola pela Libertadores

Na luta para se garantir na Copa Libertadores 2018, o Flamengo deu mais um passo para seguir próximo a turma da parte superior da tabela do Campeonato Brasileiro. Em confronto na noite desta quarta-feira, no estádio Luso-Brasileiro, o Rubro-Negro bateu a Raposa, por 2 a 0.

Os gols de Everton, no primeiro tempo, e Vinícius Júnior já na etapa complementar, deixaram o time carioca na sétima colocação, com 50 pontos anotados, mas bem próximo dos concorrentes e a quatro tentos do Palmeiras que está na quarta colocação. Para seguir encostado, um confronto direto na próxima rodada: o Rubro-Negro enfrenta o Verdão, na Arena Palmeiras, no domingo.

O Cruzeiro não conseguiu ir bem na noite desta quarta-feira. O time de Mano Menezes encontrou dificuldades para chegar ao ataque e teve claras dificuldades pelas jogadas nas alas do adversário. O resultado mantem o time celeste na quinta posição, com 51 pontos. No fim de semana, a Raposa espera o Fluminense em casa, às 19h.

Primeiro tempo

O duelo começou bastante movimentado. A partida não era fechada, as equipes se respeitavam, faziam um duelo tático, no entanto, se abriam para as oportunidades. O Flamengo, nos primeiros minutos, teve, pelo menos, duas chances claras para abrir o placar, ambas com Paquetá. O Cruzeiro, por sua vez, chegou em uma oportunidade com perigo.

Após os 15 primeiros minutos, o Flamengo conseguiu manter sua intensidade em campo. Embora seu jogo ficasse sobrecarregado pela direita, o time da casa conseguia criar jogadas, apesar de não ter tido uma chance tão clara assim. Mas ainda assim era a equipe que mais apresentou dificuldades para a defesa adversária.

O Flamengo conseguia garantir a posse de bola e fazer dela um instrumento para levar riscos contra a meta do goleiro Fábio. A equipe rubro-negra atuava pelos lados de campo, mas, algumas vezes, também se arriscava pelo meio.

Aos 36, a superioridade flamenguista teve resultado. Em cruzamento na área, Vizeu conseguiu ajeitar de cabeça e Everton mandou para o fundo das redes e dar vantagem ao clube da casa.

Para se ter uma ideia, ao fim da etapa inicial, o Flamengo tinha 10 finalizações a seu favor e o Cruzeiro apenas duas. Vale ressaltar, entretanto, que a inoperância azul no ataque contou com o apoio de Rafael Marques que não conseguiu se encontrar em campo.

Segundo tempo

A partida voltou mais truncada na etapa complementar. O Flamengo já não chegava com a facilidade do primeiro tempo, mas o Cruzeiro também não conseguia agredir, mesmo com a alteração de Rafael Marques por Rafael Sóbis.

Após os 15 minutos da etapa final, o Flamengo passou a ficar mais recuado. O time da casa deva espaços para o Cruzeiro, que encontrava dificuldades para propor jogo. Mas o contra-ataque poderia acontecer a qualquer momento.

O técnico Mano Menezes, no entanto, usou sua experiência para perceber que o Flamengo esperava o Cruzeiro para sair em velocidade. Ele então melhorou sua condição de ataque: mandou Sóbis fazer lado de campo e colocou o jovem Jonata em campo.

A proposta do Flamengo no segundo tempo teve efeito já nos acréscimos. Em contra-ataque rápido, Vinícius Júnior recebeu na frente e colocou para o fundo das redes com um simples toque.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 2 X 0 CRUZEIRO-MG

Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de novembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Gols: Everton, aos 36 minutos do primeiro tempo, Vinicius Júnior, aos 48 do segundo tempo (Flamengo)
Cartões: Henrique, Manoel, Rafael Sóbis (Cruzeiro); Rhodolfo (Flamengo)

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Rafael Vaz e Renê; Gustavo Cuéllar, William Arão, Éverton Ribeiro (Rodinei) e Éverton; Felipe Vizeu e Lucas Paquetá (Vinícius Júnior).
Técnico: Reinaldo Rueda

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Romero, Thiago Neves, Alisson (Elber) e Robinho (Jonata); Rafael Marques (Rafael Sóbis).
Técnico: Mano Menezes

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *