uberaba
Foto: Divulgação

Conheça a história do Uberaba Sport Club

Patrocinado pela MRV Engenharia, o Uberaba Sport Club é um dos times mais queridos e tradicionais do estado de Minas Gerais.

Com uma história de superação, ambição e muitas conquistas, o clube que possui um futuro próspero pela frente e merece reconhecimento.

Que tal conhecer um pouco mais sobre a sua história?

Conheça a história do Uberaba Sport Club

O Uberaba Sport surgiu em 15 de julho de 1917. Apaixonados pelo futebol, os moradores de Uberaba, àquele tempo passando por uma estupenda fase de progresso, em todos os ramos de atividade, decidiram criar instituição futebolística organizada à altura dos novos tempos.

O Estádio Municipal Engenheiro João Guido, popularmente conhecido como Uberabão, é atualmente a casa da equipe. Como a cidade de Uberaba é conhecida como a “capital do Zebu”, esse foi o animal escolhido para ser o mascote alvirrubro.

Alguns acontecimentos ficaram marcados nessa nossa história, alimentando para sempre a paixão de sua numerosa torcida:

A primeira partida do Uberaba aconteceu em 25 de dezembro em 1917. O jogo foi contra o Araguary, e foi descrito pelo cronista Fernando Terra da seguinte maneira:

“Com um grande match de foot-ball, o USC inaugura no dia de Natal, a sua esplêndida praça de esportes [nos terrenos da Santa Casa de Misericórdia]. Os foot-ballers de Araguary acederam em jogar com o primeiro team do clube local. A novel associação inicia assim suas lutas esportivas, com um renhido embate intermunicipal. O Dr. Tancredo Martins, em palavras de vibrante entusiasmo, em nome da diretoria do clube, fez entrega da belíssima taça, oferecida pela artista ‘La Maruxa’ à equipe vencedora. Conquistou assim o Uberaba Sport os seus primeiros louros. O juiz da partida foi o ‘referee’ Ricardo Fonseca, que juntamente com os bandeirinhas, estava de paletó e gravata, impondo mais respeito… O Uberaba jogou com Aladino, Gama e Macário; Waldemar Junqueira, Satyro de Oliveira e Antonio; Targino, Aristides Cunha Campos, Olavo Junqueira, José Ribeiro e Mário Junqueira. O Araguary contou com Ernesto, Pinho e Machado; Aristides, Celso e Dante; Djalma, Luiz, Jeovah, Mário e Alderico. O ‘placard’ foi um triunfo sensacional do USC por 3 a 0 (pesquisas recentes apontam que o jogo poderia ter sido 3 a 1), com gols de Aristides Cunha Campos que fez o primeiro, José Ribeiro ampliou para 2 a 0 e Targino completou a goleada.”

O Campo da Misericórdia, primeira casa do clube, não estava à altura da ambição dos sócios fundadores, que se uniram em prol da aquisição do terreno definitivo e a construção de um moderno estádio. O Campo das Mercês, inaugurado em novembro de 1922, contra o maior clube brasileiro da época, o Paulistano, acabaria por ganhar, na década de 1930, o nome de Boulanger Pucci, um de seus maiores beneméritos, e presidente do clube por vários mandatos. Naquele gramado, desfilaram muitos dos maiores jogadores da época, em equipes como o Peñarol Universitário, do Uruguai, o Libertad, do Paraguai e o Rosario Central, da Argentina, além de Cruzeiro, Atlético, Flamengo, Fluminense, Vasco da Gama, Botafogo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos, dentre outros.

Em março de 1924, o América, então octa-campeão mineiro, chegou a Uberaba para disputar uma partida amistosa contra o já aclamado “Campeão do Triângulo”. Em campo, o Uberaba sapecou uma impiedosa goleada nos lendários campeões: 5×0.

Em 1939, o Uberaba fez partidas memoráveis contra as grandes equipes do estado. Empatou em Belo Horizonte com o Atlético, venceu o Palestra (atual Cruzeiro), América, Villa Nova, Siderúrgica e Sete de Setembro. Os bons resultados deixam claro que o clube seria um sério candidato ao título mineiro, se disputasse o torneio naquela época, a ponto do jornal “Lavoura e Comércio” da época sapecar: “Uberaba, campeão mineiro sem coroa”.

Nos anos 50, o Uberaba ganhou seguidamente o Campeonato do Triângulo e começou a disputar o Campeonato Mineiro, de maneira permanente, onde foi por várias vezes o campeão do interior.

O clube participou por seis vezes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro, de 1976 a 1979, em 1981 e 1983, com algumas participações memoráveis, até hoje lembradas pelos torcedores.

A primeira vitória em competições nacionais foi contra a Portuguesa de Desportos, em 12/09/76, com um gol do lateral Alfinete. Em 1977, em uma exibição de gala, o USC goleou o Santos de Cejas, Ailton Lira e Juary, por 4×1. Nos anos seguintes, protagonizou jogos memoráveis contra Flamengo, São Paulo, Guarani, Náutico, Paysandu, Colorado e tantos outros. Mas a vitória mais espetacular veio em 1983. Precisando vencer por cinco gols de diferença, o Uberaba destruiu o tradicional Santa Cruz de Recife, e conseguiu uma improvável e muito comemorada classificação para a Taça de Ouro.

Os craques, de Uberaba para o Brasil

O primeiro grande nome a surgir no clube foi Durval Junqueira. Após marcar vários gols pelo clube em 1918, o craque seguiu para o Rio de Janeiro, onde atuou como titular do Flamengo e chegou à Seleção Brasileira.

Na década de 30, Juca Pato deixou o clube para jogar no Corinthians, enquanto Tintas saiu para envergar a jaqueta do Fluminense. Na década de 40, o jovem Mexicano assombrou o estado na primeira participação do clube em campeonatos mineiros e transferiu-se para o Atlético Mineiro, onde se tornou o maior lateral direito da história daquele clube. Na década de 50, os grandes nomes foram Tati, que acabaria brilhando no Palmeiras e no Internacional de Porto Alegre, e o inigualável meia Paulinho, maior artilheiro da história do clube, com quase 250 gols, elogiadíssimo pelos grandes nomes do futebol brasileiro da época, como Zizinho e Telê Santana, que chegou a jogar no São Paulo e no Fluminense.

Como não mencionar Waltinho, autor do primeiro gol noturno do Mineirão, atleta que por mais vezes envergou a jaqueta alvirrubra, com mais de 550 partidas, e presença constante nos selecionados mineiros da década de 1960?

Mas talvez o maior craque da história alvirrubra seja mesmo Toinzinho, que começou sua trajetória profissional no início dos anos 70, ficando conhecido como “O Garoto de Ouro” e acabaria brilhando no Santos, onde substituiu ninguém menos que Pelé, no Fluminense e no Palmeiras. Ainda na década de 70, Paulo Luciano, Marquinhos e Luiz Carlos tiveram grande destaque e foram vendidos para o Cruzeiro.

Na década de 80 a maior revelação do clube foi o centroavante Silvio Bernardes, que jogou no América Mineiro, brilhou no Palmeiras e atuou no futebol japonês.

Além disso, o clube atraiu para suas fileiras vários jogadores que jogaram pela Seleção Brasileira, como Nariz, Romeu Pellicciari, Danilo Alvim, Zizinho, Ademar Pantera, Zé Carlos, Beto Fuscão, Edu Bala e Palhinha.

 

Conheça as conquistas do Uberaba Sport Club:

O Uberaba possui diversas conquistas em seu currículo. São elas:

Estaduais:

  • Taça Minas Gerais (1980, 2009 e 2010)
  • Campeonato Mineiro do Módulo II (2003)
  • Campeonato Mineiro da Segunda Divisão (2015)
  • Torneio Santos Dumont (1974)
  • Torneio de Acesso ao Campeonato Brasileiro (1986)

Regionais:

  • Campeonato do Triângulo (1954 e 1955)
  • Copa do Triângulo (1957)

Destaques:

  • Taça Minas Gerais 2006 – Vice-campeão)
  • Campeonato Mineiro do Módulo II (2007) – Vice-campeão)
  • Copa Sul Triângulo (1974) – Vice-campeão
  • Campeonato Mineiro do Interior (1966, 1973, 1980, 1981 e 1982)

Futebol Amador:

  • Campeonato da Sub-Liga do Triângulo (1931 e 1935)
  • Campeonato Amador de Uberaba 1944
  • Taça Uberaba 1972

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *