Como os uniformes dos times são feitos

Como os uniformes dos times são feitos

Uniformes são vestes que identificam os jogadores e são tidas como sagradas pelo torcedor, por levar as cores do time do coração aos gramados. Mais do que identificar o time em competições desportivas pelo país e até pelo mundo, os uniformes dos times são objetos de desejo que revelam um pouco do enorme trabalho existente nos bastidores de sua criação.

Quase tão antigos quanto o próprio futebol, uniformes de times surgiram na Era Vitoriana, na Inglaterra, para distinguir uma equipe da outra, já que a improvisação nas vestes para o jogo era um fator que dificultava a diferenciação entre os jogadores. Somente em 1871, por conta dos apelos de jornalistas e dos próprios torcedores é que os times começaram a adotar o uniforme para todas as partidas, sempre relacionadas aos times que pertenciam. Muito simples e de algodão, essa vestimenta só começou a mudar a partir do século XX, graças às introduções visuais e tecnológicas que o Arsenal implantou, como mangas compridas e colarinhos.

Você sabe como os uniformes dos times são feitos? Descubra no nosso artigo abaixo!

Pesquisas de mercado

O processo criativo não se limita apenas ao design. Há uma extensa pesquisa de mercado em busca de novidades em tecidos tecnológicos que não atrapalhem o atleta ou que não causem nenhum desconforto.

O isolamento térmico e a absorção de umidade agem diretamente na pele, contribuindo para a sensação de conforto. Acreditem ou não: um tecido é capaz de influenciar no comportamento fisiológico dos atletas, como a frequência cardíaca e o consumo de oxigênio, já que furinhos estratégicos no tecido proporcionam mais ventilação.

Expectativas do público

Torcedores, consumidores e, claro, jogadores têm voz ativa em relação ao visual dos uniformes dos times, principalmente durante a criação dos uniformes da seleção para a Copa do Mundo. Por isso, as principais empresas fornecedoras de uniformes dos times ouvem o público e cruzam as informações com as tendências da moda, como por exemplo, o comprimento dos shorts ou a largura das camisas — mais ajustadas ou não.

Processo produtivo

De posse das pesquisas de tecido, de design e de marketing, de acordo com as expectativas do público, entra em ação o processo produtivo. Essa é a fase em que as ideias saem do papel e das simulações computadorizadas para dar forma — literalmente — aos uniformes dos times.

A primeira etapa é a impressão dos moldes em enormes impressoras 3D. Depois disso, os moldes são cortados, já no formato das camisas (os shorts são bem mais simples de produzir) e já com “cara” de camisa, os escudos dos times são fixados.

Só então é que as camisas são enviadas às costureiras para que recebam o acabamento final. Manto sagrado, segunda pele e tantos outros nomes que recebem.

Seja qualquer um desses, os uniformes dos times são sempre integrantes fundamentais das temporadas de campeonatos diversos. Prova disso são as apresentações que os clubes promovem com os seus jogadores e a imprensa. Há ainda a prática do terceiro uniforme, utilizado, geralmente, em ocasiões especiais ou para uma série comemorativa.

O que achou do último modelo do uniforme do seu time? Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *