2019 - FIA F2 - 9ª Rodada - Spa-Francorchamps (BEL)

FÓRMULA 2: Tudo o que você precisa saber sobre a categoria

Fórmula 1, com certeza, você já conhece. Mas já teve a feliz oportunidade de assistir a algum emocionante campeonato de Fórmula 2? As provas são disputadas com ainda mais gana, afinal, pode-se dizer que a concorrência é mais equilibrada nessa modalidade.

É o rito de passagem dos pilotos para a elite dos volantes, a tão sonhada Fórmula 1. Mas para chegar lá, eles trabalham e treinam muito para superar os adversários que estão em busca desse mesmo objetivo. Mesmo que o salário na Fórmula 2 não seja ruim, o sonho de faturar alto se fortalece a cada prova vencida.

Neste texto, vamos falar um pouco sobre campeonato de fórmula 2, os principais titulares do momento e sobre a história dessa empolgante corrida. Acelere e acompanhe a leitura!

Como surgiu a F2 e por que ela recebeu esse nome?

Em 1948, foi criada a F2, ou Fórmula B, já com a ideia de ser uma competição de acesso à FA. A necessidade de criar diferentes modalidades ficou evidente depois da tentativa de equilibrar os desempenhos dos carros, logo após a Segunda Guerra Mundial.

Foi convencionado o uso da “velha Fórmula 1,5 L voiturette.” A chamada Fórmula A, agora, se tornaria Fórmula 1. Quando as regras mudaram, a Fórmula B também se adaptou: passou-se a exigir um tipo de motor menor e mais barato do que na categoria principal.

Isso encorajou novos fabricantes a se aventurarem no mundo do automobilismo, criando, assim, a demanda para a Fórmula 2. A primeira grande competição foi o Grande Prêmio de Estocolmo, no final da década de 40.

As coisas iam bem, até que seu formato começou a ser considerado caro demais, considerando os resultados. Em 1985, foi substituída pela Fórmula 3000.

Em 2003, entra em cena a GP2 Series para, em 2009, o campeonato de Fórmula 2 ser revivido pela FIA, a Federação Internacional de Automobilismo. O nome atual segue a lógica de sagrar a Fórmula 2 como porta de acesso à elite do automobilismo.

Quais as principais diferenças entre as categorias F1 e F2?

A diferença mais gritante são os valores investidos em cada uma dessas categorias. Enquanto a Ferrari investe aproximadamente (em valores convertidos do Euro) R$1,35 bilhão, um piloto de campeonato de Fórmula 2 precisa de aproximadamente R$7,2 milhões em patrocínio para competir.

Além disso, existe a diferença de pesquisa de engenharia, potência e capacidade dos motores, estilo de pilotagem e procedimentos. Na F1, é bem nítido como a tecnologia modificou o design e a mecânica dos carros, o tamanho e o peso dos pneus e o tipo de combustível.

O campeonato de Fórmula 2 também passou por muitas mudanças. Em 2008, por exemplo, os veículos eram todos iguais, com chassis fabricados pela Williams e motores Audi.

Como é feita a classificação e como é a contagem de pontos?

O sistema de pontos, assim como o da F1, depende do tipo de prova. Para as de longa duração, funciona como:

  • primeiro lugar, 25 pontos;
  • segundo lugar, 18 pontos;
  • terceiro lugar, 15 pontos;
  • quarto lugar, 12 pontos;
  • quinto lugar, 10 pontos;
  • sexto lugar, 8 pontos;
  • sétimo lugar, 6 pontos;
  • oitavo lugar, 4 pontos;
  • nono lugar, 2 pontos;
  • décimo lugar, 1 ponto.

No caso das competições de sprint (distância curta pré-determinada), os 8 primeiros colocados pontuam da seguinte forma:

  • primeiro lugar, 15 pontos;
  • segundo lugar, 12 pontos;
  • terceiro lugar, 10 pontos;
  • quarto lugar, 8 pontos;
  • quinto lugar, 6 pontos;
  • sexto lugar, 4 pontos;
  • sétimo lugar, 2 pontos;
  • oitavo lugar, 1 ponto.

A pole position, ou seja, a primeira colocação da corrida mais longa, vale 4 pontos. Outros 2 são acrescidos para quem fez a volta mais rápida. O piloto que marcar 48 pontos em um fim de semana, com certeza, correu com perfeição, já que esse é o limite possível de pontuação para esse período.

Quais os principais pilotos que se destacaram na história?

Sérgio Sette Câmara

A nova geração está muito bem representada com o Sérgio Sette Câmara. O mineiro de Belo Horizonte vem se destacando muito na última temporada, principalmente após se recuperar de uma fissura óssea na mão.

Jé teve oportunidade de pilotar um carro de Fórmula 1 em duas ocasiões. A primeira, em 2016, pela Toro Rosso, e depois pela McLaren, para os testes coletivos, em Barcelona.

Atualmente, ocupa a quarta colocação no ranking da FIA no campeonato de Fórmula 2, com 165 pontos. Seu companheiro de equipe, o canadense Nicholas Latifi, é o segundo colocado, com 194 pontos.

Sérgio Sette Câmara piloto da FÓRMULA 2

Emerson Fittipaldi

No Brasil, certamente o mais famoso é o grande bicampeão da F1, Emerson Fittipaldi. Um dos mais aclamados pilotos da história do automobilismo, correu as 500 milhas de Indianápolis, foi campeão da Fórmula Indy e começou na antiga Fórmula 3000.

Pietro Fittipaldi

Foi um precoce campeão da Limited Late Model, da Nascar. O neto de Emerson Fittipaldi foi escalado para ser piloto de testes da Haas, mas é provável que não tenha condições de continuar na equipe em 2020, o que pode acabar frustrando seus planos de conseguir a superlicença.

Quais os principais ganhadores de cada modalidade?

Campeonato de Fórmula 1

Michael Schumacher

Dono de vários recordes, inclusive o de títulos mundiais, o alemão foi um dos maiores pilotos da história. Foi campeão mundial por sete vezes e seu filho, Mick, já segue os passos do pai. Atualmente, ocupa a décima segunda posição no ranking da FIA do campeonato de Fórmula 2.

Lewis Hamilton

O britânico se encontra em plena atividade e voando pelas pistas. Já foi campeão mundial por cinco vezes, sendo a última delas em 2018. Embora já tenha 34 anos, ainda tem muito a mostrar, pois é um piloto muito veloz, experiente e agressivo. Seu estilo de pilotagem é considerado único.

Ayrton Senna

Ayrton Senna foi tricampeão mundial e representa uma das figuras mais carismáticas e queridas pelos brasileiros. Entre os pilotos, certamente, é o preferido. Começou pilotando karts na infância e despontou como um dos maiores profissionais de sua época.

Campeonato de Fórmula 2

Charles Leclerc

Faturou o campeonato de Fórmula 2, em 2017, e o da Fórmula 3, em 2016. É considerado uma das grandes promessas do esporte e atualmente ocupa a terceira colocação na Fórmula 1, correndo pela escuderia italiana Ferrari.

Lewis Hamilton

Sim, o britânico também brilhou, em 2006, no campeonato de Fórmula 2, ganhando logo o seu direito a pilotar os supercarros. Contudo, Hamilton está em primeiro lugar na Fórmula 1, atualmente.

Nico Rosberg

O alemão somou dois pódios consecutivos em 2005 e, na segunda vez, levou também a pole position. Na etapa final, no Bahrein, conquistou duas vitórias consecutivas no fim de semana e a sua quarta pole position na temporada. Atuou pela Williams e pela Mercedes na F1.

Gostou de aprender um pouco mais sobre o campeonato de Fórmula 2? Agora já pode começar a acompanhar uma das maiores competições de automobilismo do mundo e torcer pelo nosso promissor Sérgio Sette Câmara. Ele precisa e conta com nosso apoio para conquistar seus objetivos!

Se já ficou fã desse garoto, confira mais informações sobre sua carreira e desenvolvimento nas competições e provas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *