Foto: Divulgação

Bauru vence Pinheiros fora de casa e segue vivo no NBB

O time do interior paulista empatou a série em 2 a 2 e busca vaga para a grande final em casa; Paulistano é o primeiro finalista

Depois de abrir 2 a 0 no início da série válida pelas semifinais do NBB, o E.C. Pinheiros sofreu sua segunda derrota consecutiva neste sábado para o Gocil/Bauru Basket, que empatou a disputa em 2 a 2. O time do interior paulista venceu, na casa do adversário, por 76 a 72, e fará o último confronto em casa. A definição do adversário do já classificado Paulistano/Corpore, ocorre nesta terça-feira, às 19h30 no ginásio Panela de Pressão, com transmissão do SporTV.

No começo do quarto período, o Pinheiros abriu dez pontos de frente (60 a 50). Só que, depois disso, só deu Bauru. Rapidamente, os visitantes cortaram a diferença para um ponto (60 a 59). Depois, a partida ficou quase dois minutos empatada em 63 a 63, mas com quatro pontos seguidos de Alex, Bauru assumiu a liderança e assim ficou até o fim da partida.

O cestinha do quarto confronto foi Jefferson, com 20 pontos e um aproveitamento 80% nos chutes de três pontos. Entre os pinheirenses, Bennett foi o grande nome, com 16 pontos. O armador norte-americano ainda contribuiu com seis rebotes, quatro assistências e três bolas recuperadas.

– Nos superamos durante o jogo inteiro. Tivemos 10 pontos atrás no placar no último quarto e buscamos o resultado. Nosso time merece muito por todo empenho e queremos mais. Vamos buscar a vaga para a final lá em Bauru – comentou Jefferson.

O Bauru mostrou a força de seu grupo e três jogadores tiveram suas melhores pontuações na série. Gegê e Shilton marcaram 11 pontos cada, enquanto que Gui Deodato veio do banco de reservas para marcar dez pontos.

Para vencer, Bauru exerceu um ótimo trabalho defensivo, principalmente sobre Holloway. Até então com média de 27 pontos na série, o ala norte-americano marcou apenas 12 pontos no jogo deste sábado e os baurenses sofreram sua menor pontuação no confronto.

– A gente precipitou algumas bolas no ataque e eles souberam aproveitar os nossos erros. Abrirmos uma vantagem de dez pontos e em dois minutos eles encostaram. Eles souberam fechar o jogo e nós não soubemos reagir a isso – lamentou o pinheirense Renan Lenz.

O duelo ainda contou com a ilustre presença do jogador do Los Angeles Lackers, Marcelinho Huertas, que já defendeu as cores do Pinheiros entre 2002 e 2003.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *