Foto: Divulgação

Atlético-MG conquista seu 44º título mineiro ao bater o Cruzeiro por 2 a 1

Robinho abriu o placar, Ábila, de voleio, empatou para a Raposa, mas Elias sacramentou o placar final a favor do Galo

Com 22.411 torcedores nas arquibancadas do Independência, o maior público do estádio desde a sua reinauguração, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro, por 2 a 1, neste domingo (7) e se sagrou campeão mineiro pela 44ª vez. Robinho abriu o placar, Ábila, de voleio, empatou para a Raposa, mas Elias sacramentou o placar final a favor do Galo. De quebra, o Alvinegro acabou com um jejum de vitórias contra o maior rival que já durava dois anos.

O jogo

O Cruzeiro precisava vencer para ficar com o título, portante se lançou ao ataque logo no início da partida. O Atlético, por outro lado, povoou o meio-campo com três volantes (Rafael Carioca, Elias e Adilson) e apostava nos contra-ataques para matar o embate.

A estratégia de Roger Machado se mostrou efetiva aos 12 minutos, quando Leonardo Silva recuperou a bola e lançou Robinho, que tocou para Fred e se colocou para apenas empurrar a bola para as redes e abrir o placar.

Robinho chegou a marcar o seu segundo gol na partida, porém, o bandeirinha assinalou impedimento incorreto e evitou o placar de 2 a 0 para o Galo. Do lado azul, a melhor chance de gol veio aos 47, com Rafael Sobis, em chute que saiu à esquerda de Victor.

O segundo tempo começou com o Cruzeiro pressionando de maneira mais efetiva, tanto que, aos 7 minutos, Rafinha encontrou Ábila na área. O centroavante argentino conseguiu acertar um belo voleio para empatar a partida.

No intuito de diminuir o ímpeto celeste, Roger mandou Maicosuel no lugar de Otero e Cazares substituiu Robinho. O equatoriano entrou muito bem e logo em sua segunda jogada deixou Elias livre na grande área para finalizar e fazer 2 a 1.

Nos momentos finais do jogo, o Atlético conseguiu segurar o Cruzeiro e garantiu o título. Rafinha, do Cruzeiro, e Adilson, do Galo, foram expulsos, mas em nada mudaram a partida.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *