Após vitória, Atlético-MG vai atrás de estabilidade psicológica

Após vitória, Atlético-MG vai atrás de estabilidade psicológica

A vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, no Maracanã, fez o Atlético-MG se recuperar no Campeonato Brasileiro, mas não afastou as polêmicas da arbitragem no jogo anterior, principalmente porque o pênalti que resultou no gol do time carioca saiu de um lance bastante polêmico.

Com o foco principal ainda voltado para os frequentes erros dos árbitros, os jogadores do Galo mostram preocupação em relação ao aspecto psicológico do time para a sequência do Brasileirão, mas alertam que é necessário superar isso rapidamente, deixando com a direção os assuntos extracampo.

– Trabalhar. Esse é o nosso maior desafio. Trabalhar psicologicamente, não deixar a arbitragem interferir no nosso rendimento e deixar isso para a diretoria. A diretoria está fazendo o trabalho, é competente, e dentro de campo somos competentes e assim vamos mostrar nosso trabalho – comentou o capitão Léo Silva.

Victor e Giovanni Augusto compartilham o mesmo pensamento, de que dentro de campo os atletas têm que esquecer questões relacionados a arbitragem.

– A gente tem que esquecer, porque na hora do jogo a gente não pode pensar outra coisa a não ser jogar futebol e vencer os jogos. E é isso que a gente está procurando fazer – esclareceu Giovanni Augusto.

– No vestiário foi falado para não colocar na gente uma responsabilidade que não é nossa, em relação a arbitragem. A gente tem que se focar no que fazer dentro de campo, e todo mundo entendeu bem isso. Todo mundo estava bastante concentrado na partida – completou Victor.

Para aliviar a cabeça, os jogadores do Galo descansam neste domingo e só se reapresentam na segunda-feira, quando o foco passa a ser o jogo contra o Avaí, na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Independência.

Fonte:

cta_finalpost_atletico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *