Foto: Divulgação

América-MG faz história: o título está nas mãos de quem mereceu

Como é bom dormir BICAMPEÃO. Como é melhor ainda acordar BICAMPEÃO.

Mas não é um BICAMPEONATO qualquer.

Foi em cima dos tais “campeões de tudo” [pausa para dar gargalhadas], com 10 vezes mais orçamento, com mais de dez pênaltis marcados a favor ao longo da Série B, coirmão das forças ocultas, que também agiram na última rodada da Série B.

Como é gratificante ser BICAMPEÃO em cima deles todos!

Levou a taça para casa o melhor time do campeonato. DISPARADO! E ainda quebrando o recorde de público do NOSSO ESTÁDIO Independência, para mostrar pela enésima vez que é o DONO DO ESTÁDIO QUE MANDA!

O que mais venceu, com 20 vitórias. O que menos perdeu, com apenas cinco derrotas. O de melhor defesa da história da Série B dos pontos corridos, com apenas 25 gols sofridos. O que ficou menos jogos seguidos sem ser superado, com 12.

O título está nas mãos de quem mereceu, pois, a partir da 10ª rodada, o BICAMPEÃO mostrou para todo mundo que iria brigar não só pelo acesso, mas também pela taça da Série B.

 

BICAMPEÃO! BICAMPEÃO!

E, cá pra nós, já tivemos jogos mais difíceis do que esse, não é mesmo?

Claramente o CRB veio para jogar a partida mais importante da história do clube. Com um pedido especial: deixar o futebol de lado e apenas catimbar o jogo inteiro, fazer cera e deixar o tempo passar! Algo que o peladeiro Zé Carlos tentou fazer, mas nem condição física mais tem.

Digo sem dúvida alguma: os DEUSES DO FUTEBOL, time formado por aqueles americanos que já não estão mais entre nós na Terra, mas continuam empurrando dos céus – em especial meu avô Leon Laboissière –, fizeram tudo que estava ao alcance!

A semana inteira choveu pesado em BH. No sábado, DEU SOL! Neste domingo, voltou o aspecto nublado, de chuva. Tudo para não atrapalhar o BICAMPEÃO, time mais técnico da competição. Nem a torcida americana de ir às arquibancadas.

A lesão do peladeiro também é obra dos DEUSES DO FUTEBOL. Se ele continuasse em campo, teria provocado muito mais os nossos jogadores, o que com certeza atrapalharia.

Título que entra para a história do América Mineiro

Até a atuação do árbitro Luiz Flávio de Oliveira foi freada pelos DEUSES DO FUTEBOL. Notou-se claramente a mudança de postura do tal “melhor árbitro” do futebol brasileiro. Enquanto o CRB fazia cera e fingia contusões, Luiz Flávio teve toda a paciência do mundo, nem deu cartão amarelo para o peladeiro aposentado. A partir do 1 a 0 do América, o tal árbitro começou a ter pressa na partida, a apitar várias vezes para nós cobrarmos o escanteio. Até inverteu umas duas faltas claras que eram a favor do BICAMPEÃO. Que estranho, não é mesmo?

Diante de tudo isso, americano…

COMEMORE, COMEMORE, COMEMORE, COMEMORE MUITOOOOOOO!

O BICAMPEONATO é em cima não só dos avermelhados endinheirados “campeões de tudo” [nova pausa para dar gargalhadas], mas das forças ocultas, da CBF, dos prognósticos jornalísticos e matemáticos… A lista é infinita!

Não é fácil levantar uma taça dessas.

Parabéns à comissão técnica, em especial a Enderson Moreira!

Parabéns aos jogadores!

Parabéns aos dirigentes!

Parabéns aos funcionários!

Parabéns aos americanos que acompanharam cada partida nesta Série B!

Parabéns ao futebol, à HONESTIDADE, à JUSTIÇA!

América Futebol Clube, BICAMPEÃO DA SÉRIE B! Queremos – e podemos – MUITO MAIS!

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *