Foto: Divulgação

Ah, é Série A! Jogadores do Bahia comemoram acesso à Primeira Divisão

Tricolor é derrotado pelo Atlético-GO no estádio Olímpico, em Goiânia, passa por momentos de tensão, mas conta com derrota do Náutico e confirma o acesso

Como de costume, foi preciso sofrer antes de comemorar. No último sábado, o suspense acompanhou o Bahia mais uma vez, seguido de momentos de emoção. Assim como nos triunfos sobre Sampaio Corrêa e Bragantino, e o empate com o Luverdense, jogadores e torcedores tricolores precisaram aguardar até os últimos instantes para festejar. A derrota para o Atlético-GO, no estádio Olímpico, não garantia o acesso. A vaga na Série A só foi confirmada minutos depois da partida em Goiânia, quando foi encerrada a partida entre Náutico e Oeste, com triunfo paulista por 2 a 0.

Foi a deixa para a celebração começar. Após saudar os torcedores que acompanharam o time em Goiânia, o lateral-esquerdo Moisés comentou o drama até a efetivação da vaga na Série A.

– Foi sofrido. Primeiramente queria agradecer a Deus. Ele nos dá saúde todos dos dias. Toda a diretoria, torcida maravilhosa. Não conseguimos nosso resultado. Mas estamos na Série A. Estamos felizes. Parabéns a todos os envolvidos.

Com contrato até o fim do ano, Moisés falou sobre a possibilidade de seguir no Bahia, para logo em seguida voltar a comemorar com os torcedores.

– Quero ficar. Mas tenho que arrumar as coisas essas semanas para o presidente fazer uma proposta. (…) Ah, é Série A!

Para o zagueiro Tiago, a confirmação do acesso fez parte de uma promessa feita ao presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana, no momento em que foi contratado, no meio da temporada.

– Faz me lembrar do meu primeiro dia. Tive reunião com o pessoal da direção. Falo agora que missão dada é missão cumprida.

Confira declarações de outros jogadores:

ALLANO

– Glória a Deus por tudo que passei nesse ano. Foi muito difícil. Só tenho a agradecer. Deus, aquele lá de cima, não dorme. Queria mandar um beijo para a minha esposa, agradecer a ela, que está no dia a dia, sabe o que eu sofri, quantas noites passei em claro, chorando. Tenho que agradecer a Deus, minha família no Rio de Janeiro, minha avó, que está em um momento difícil. Dedico aos meus familiares. Se não fosse por eles, que acreditaram em mim… Queria dedicar o acesso a minha avó, uma das pessoas mais importantes da minha vida. Ela vendia quentinha na infância para eu ter dinheiro da passagem para ir treinar. Devo tudo que tenho a ela.

LUCAS FONSECA

– A gente sabia que não seria fácil. Muita gente falou que seria fácil. A gente começou bem, demos uma caída. Graças a Deus a diretoria, comissão técnica, souberam consertar os erros. Parabenizar todos que trabalharam. Não podemos desistir nunca.

ÉDER

– Passamos dificuldades, mas agora é comemoração. Bahia é Série A. Missão cumprida. (…) Emoção demais. É muita pressão, cobrança. Na base a gente aprende a amar o Bahia. E posso te dizer, depois de sete anos, eu amo esse clube. Estamos na Série A.

MURIEL

– O Bahia merece. Fico feliz. Foi sofrido, mas isso valoriza ainda mais a contribuição de cada um. Cada carrinho, cada cruzamento, cada lance, cada grito do torcedor. Foi difícil. Agradecemos muito a Deus. Chegamos com o campeonato em andamento, a margem de erro era menor. Corremos atrás, abrimos mão de muitas coisas. Glória a Deus conseguimos o acesso.

JACKSON

– Agora é comemorar. Tinha que ser sofrido no último jogo, com tem sido todo o segundo turno. Não podia mudar isso no último jogo. Graças a Deus queríamos fazer nossa parte para não depender de ninguém. Infelizmente não conseguimos. Tomamos dois gols por desatenção nossa. Esse grupo batalhou muito para conquistar isso. Agradecer a Deus pela oportunidade de vestir essa camisa e por ter conseguido cumprir o objetivo. Tínhamos que entrar no G-4 na hora certa. Conseguimos.

Fonte

cta_finalpost_bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *