Foto: Divulgação

7 curiosidades sobre o Fluminense de Feira que você precisa conhecer

O estado da Bahia possui grandes times de futebol. Um dos maiores é o Fluminense de Feira Futebol Clube, da cidade de Feira de Santana. A jornada do fluminense de Feira começou no início da década de 40, e sua torcida vivenciou momentos memoráveis em campeonatos amadores, regionais e nacionais.

Quer saber mais sobre esse time baiano? Conheça 5 curiosidades sobre a sua história!

1. Fundação

Um grupo de jovens da cidade de Feira de Santana — que fica a 116 Km de Salvador —, fanáticos pelo Fluminense do Rio de Janeiro, deram o pontapé inicial para a fundação do Clube em 1º de janeiro de 1941. Daí a motivação não só do nome, mas também do escudo e das cores do time.

2. Mascote

Também conhecido como Touro do Sertão, o time feirense ganhou esse apelido por causo do seu mascote, que é um touro. Ele foi escolhido por representar força e poder, que são consideradas até hoje características do Fluminense de Feira.

3. Estreia como um time profissional

Após se filiar à Liga Feirense, em 1944, e ganhar quatro vezes torneios amadores, em 6 de junho de 1954, o Touro do Sertão foi convidado pela Confederação da Bahia de Futebol a se tornar um time profissional. Sua estreia não foi nada mais nada menos do que contra o Vitória, no estádio de Fonte Nova, e o jogo terminou empatado 1 a 1.

4. Principais títulos

O Flu foi o primeiro time do interior baiano a participar do Campeonato Baiano, e surpreendeu dois anos depois de sua estreia, chegando a vice-campeão em 1956, contra o Bahia. E foi em 1963 que o título de campeão do campeonato estadual chegou para o time de Feira de Santana. Esse grande feito se repetiu em 1969, com a conquista do bicampeonato.

5. Participação na Copa do Brasil

O Flu participou duas vezes da Copa do Brasil: em 1991, com a maior participação de um time do interior da Bahia na disputa, quando chegou às oitavas de final e acabou eliminado pelo Grêmio, do Rio Grande do Sul; e em 2003, quando jogou contra o Fluminense, do Rio de Janeiro. O Touro do Sertão conseguiu o empate em casa, com 1 a 1, levando o jogo para o Rio, mas não passou para a fase seguinte, e perdeu de 4 a 0.

6. Primeira divisão nacional

Após consagrar-se campeão baiano em 1963, o Fluminense de Feira ganhou o direito de disputar a extinta Taça Brasil, considerada o campeonato nacional da época. O time superou as expectativas e chegou a competir nas quartas de final, contra o Ceará. Na década seguinte, participou mais três vezes, em 1976, 1977 e em 1979.

7. O quase título nacional

Em 1992, quando disputava a terceira divisão do campeonato brasileiro, o time alcançou a grande final contra Tuna Luso, time paraense. O Flu ganhou o primeiro jogo como mandante, por 2 a 0, e perdeu o segundo jogo por 3 a 1, em Belém. O Tuna Luso tinha a vantagem de empate, por ter feito uma campanha melhor durante o campeonato.

O Fluminense de Feira foi e é motivo de bastante orgulho para sua cidade natal, Feira de Santana, e para seus torcedores.

O clube, que já desbancou grandes nomes do futebol baiano e nacional, nas décadas de sessenta, setenta e noventa, é atualmente um dos grandes nomes do futebol do estado da Bahia, estando entre os principais times baianos, com forte representação nos campeonatos estaduais.

E aí, gostou de saber as curiosidades sobre o Fluminense de Feira? Conhece mais algum fato que não entrou na lista? Conte pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *