4 fatos sobre a história do tênis

4 fatos sobre a história do tênis

O tênis é um dos esportes mais famosos do planeta. Com seu charme e glamour característicos, a modalidade , que era praticada basicamente por europeus endinheirados, se popularizou ao longo das décadas e ganhou adeptos de todo o mundo – inclusive do Brasil, considerado sem tradição na categoria e que teve em Gustavo Kuerten seu maior ídolo.

Com o tênis tendo tanta fama nos tempos atuais, você pode até saber de cabeça quem é o atual número 1 do mundo, ou qual jogadora foi a última a vencer o Australian Open. Contudo, você sabe também o ano de criação do esporte da raquete? Seu país de origem? As modificações que o jogo sofreu ao longo dos tempos?

Se sua resposta for negativa, não se preocupe. No artigo de hoje, trazemos para você 4 fatos sobre a história do tênis. Depois de lê-lo, você ficará mais rico (de conhecimento) que Rafael Nadal!

A origem do tênis é francesa

Segundo historiadores, a história do tênis começou no norte da França, nos idos do século XII. Àquela época, ainda não se usavam raquetes para bater na bolinha; em vez delas, os jogadores utilizavam as próprias palmas das mãos nuas (posteriormente eles adotaram luvas) e o esporte era conhecido como jeu de paume (“jogo da palma”, em uma tradução livre).

O primeiro jogador de tênis conhecido foi um rei

O rei francês Luís X foi um notável jogador de tênis. Habilidoso e grande entusiasta do esporte, ele foi a primeira pessoa a construir quadras indoor (ou cobertas) nos moldes modernos, no século XIII. Durante o reinado de outro Luís, o XII, foram estabelecidas as primeiras regras e regulamentos do jogo.

Até a morte de Luís X está ligada ao tênis. Após uma longa e exaustiva partida, o rei tomou uma grande quantidade de vinho gelado, o que causou nele pneumonia ou pleurisia (inflamação das pleuras pulmonares). Mesmo a possibilidade de terem envenenado a bebida que ele tomou após o jogo nunca foi descartada.

As raquetes só apareceram no século XVI

As raquetes se tornaram protagonistas da história do tênis apenas a partir do século XVI. Foi nesse período também que o esporte passou a ser chamado de tênis, uma derivação do termo francês tenez. Tenez pode ser traduzido para “receba!”, que era o que os jogadores gritavam para seus adversários quando sacavam.

Nessa época, o tênis já era popular também na Inglaterra e contava com outro fã da realeza, o rei Henrique VIII. A partir do século XVIII, os britânicos tiveram papel fundamental na evolução do esporte até ele chegar ao que é hoje, como veremos a seguir.

O tênis moderno vem da Grã-Bretanha

Em dezembro de 1873, no País de Gales, o major do exército britânico Walter Wingfield desenvolveu e patenteou o sphairistikè (termo grego correspondente a “bater bola”). Seu jogo tinha uma rede (e paus para segurá-la), raquetes, bolinhas e, mais importante, regras. O sphairistikè popularizou-se por todo o mundo e, dessa modalidade de jogo, surgiu o tênis como o conhecemos hoje.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre a história do tênis? Para mais artigos históricos e informativos, continue a acompanhar o blog da MRV no Esporte!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *